HOME
EQUIPA
SERVIÇOS
CONTACTOS
QUANDO DEVE TRAZER O SEU CÃO/GATO A UMA CONSULTA
INFORMAÇÃO PARA VETERINÁRIOS
COMO VEÊM OS CÃES E OS GATOS
CIRURGIA DE CATARATAS
COMO VEÊM OS CÃES E OS GATOS
Há uma pergunta que muitas vezes nos é colocada e que é: como vêm os animais? Vêem a cores ou a preto e branco?

A visão de cada espécie animal evoluiu e adaptou-se de maneira a que a sobrevivência dessa mesma espécie fosse possível. Por isso, os olhos de diferentes espécies animais, têm características diferentes.

 O cão ou o gato não têm que ler ou olhar para um ecrã de computador. Para eles o mais importante para a sobrevivência da espécie era caçar, porque são animais predadores.

A função visual é o resultado duma combinação de vários fatores, como:
  • Campo visual e perceção de profundidade (capacidade de medir as distâncias)

A posição dos olhos na cabeça, determina o grau de visão periférica, assim como a quantidade de campo visual que é vista simultaneamente por ambos os olhos, que se denomina visão binocular. Esta é muito importante para ter a percepção de profundidade e para medir corretamente as distâncias. O campo visual de um cão e de um gato é de 240º enquanto o nosso é de 200º. No entanto, o campo de visão binocular é menor que o dos humanos.



  • Acuidade visual (capacidade par focar objetos)

A acuidade visual é a capacidade para focar os objetos, para que estes apareçam como entidades distintas. Nas pessoas, essa acuidade visual mede-se usando um quadro com letras de diferentes tamanhos (tabela de Snellen). Nas crianças e nos cães, pode-se medir utilizando um retinoscópio. A acuidade visual dum cão e dum gato é menor que a duma pessoa. A acuidade visual depende principalmente da córnea e do cristalino. No cão e nos gatos a estrutura com mais poder ótico é a córnea. A capacidade de acomodação do cristalino nestes animais é menor que nas pessoas.



  • Percepção do movimento

  • Diferenciação da cor

Os cães e os gatos não percepcionam as cores como nós. No entanto não veem a preto e branco. A percepção da cor está determinada por células na retina chamados cones, que são estimulados por luz de diferentes comprimentos de onda. Os humanos possuem cones sensíveis a três cores diferentes (vermelho, verde e azul) e por isso diz-se que têm uma visão tricromática. Os cães só têm cones sensíveis a duas cores (azul e amarelo) e por isso chamam-se dicromáticos.




As imagens em baixo tentam mostrar como nós humanos percecionamos a cor dos 2 papagaios e como é que os cães veriam essas mesmas cores.




Todos estes diferentes fatores são processados pelo cérebro, para a obtenção duma imagem.

Os olhos dos cães e dos gatos sofreram modificações adaptativas típicas dos caçadores nocturnos. Estes animais possuem uma estrutura especial por baixo da retina chamada Tapete lucidum que funciona como camada refletora, intensificando a visão em condições de pouca luz. É essa estrutura que dá aquele reflexo brilhante aos olhos dos cães e dos gatos quando durante a noite, incidimos os faróis dum carro ou uma luz muita intensa ou ainda quando se tiram fotografias com flash.

Em resumo podemos dizer que os cães e os gatos em relação aos humanos têm um maior campo visual, mas a visão binocular é menor, têm menor acuidade visual, percecionam menos cores, mas têm uma melhor visão nocturna.